CAMBUCÁ (Plinia edulis)

MUDAS CAMBUCÁ +OU- 80 CM: 55,00

''      ''         ''   ''                  100 CM  125,00

    

A palavra cambucá (em português) tem origem tupi, língua indígena brasileira, e, com forte probabilidade, significa “fruto de mamar” (“kambu” = mamar e “” = fruto) - definição muito apropriada para uma fruta cuja polpa precisa ser sugada da casca.

É identificada pelo nome científico Plinia edulis  onde “Plinia” é uma homenagem o naturalista romano Caio Plínio Segundo e “edulis”, do latim, significa édulo (comestível). “Vell.” e “Sobral” são abreviaturas dos responsáveis pela nomenclatura atualmente aceita pelo IPNI, respectivamente os botânicos José Mariano da Conceição Veloso (1742-1811) e Marcos Sobral (1960-), taxonomista e professor da UFMG.

Descrição da planta[editar | editar código-fonte]

 
Cambucazeiro

O Cambucá é uma árvore clímax[1] perenifólia[2] , longeva, pertencente ao grupo sucessional secundário, seletiva higrófita[3] , esciófita[4] e de crescimento lento que atinge de 5 a 12 m de altura.

O tronco curto (30% da altura total), geralmente ramificado, alcança de 30 a 50 cm de diâmetro e sustenta uma copa ampla e densa com galhos esguios e esparsos. Como muitas outras espécies de sua família, tem casca lisa, fina, cinza-amarronzado pálido que descama placas mostrando uma nova camada cor de cobre logo abaixo.

Nos curtos pecíolos[5] (0,5-1,5 cm), finamente pilosos[6] , estão folhas perenes[7] , opostas, lanceoladas[8] a oblongo[9] -elípticas, subcoriáceas[10] , brilhantes, onduladas na margem, com 5–16 cm de comprimento e 3–5 cm de largura, verde escuras e glabras[11] na face superior, são verde claro levemente pilosas[6] na face inferior. A nervura central é sulcada na face superior e saliente na face inferior, possuindo de 18 a 25 pares de nervuras secundárias. As sésseis[12] flores brancas possuem um conjunto de numerosos estames de 1,0 cm de comprimento e as gemas arredondadas possuem 0,3 cm de tamanho. As flores nascem aglomerados em grupos (2-8 flores) nos ramos, axilas ou distribuídos ao redor do caule.

Secção e dimensões da fruta cambucá[editar | editar código-fonte]

 
Flor de cambucá

Os fruto, são bagas[13] globosas e achatadas, de casca glabra e costada[14] . Verde no início, ganha tonalidade intensa de amarelo a amarelo-alaranjado brilhante quando maduros.

É muito maior do que a maioria das demais frutas do género Plinia ou Myrciaria ou mesmo da família Myrtaceae. Alguns livros antigos mencionam a existência de frutos com 9 cm de diâmetro, mas os relatos atuais dimensionam uma faixa de tamanho entre 4 a 7 cm em diâmetro, 4,2 a 5,5 de altura e peso de 55 a 140 g.

Sob um fina pele, há uma casca macia, sem granulação, amarelo-alaranjado, que vai de 0,4 a 0,7 cm de espessura, semelhante a pêssego na textura.

A suculenta polpa é incrivelmente deliciosa, translúcida, acquo-gelatinosa, amarela, tem de 0,5 a 0,8 cm de espessura e envolve uma ou raramente duas sementes arroxeadas, rígidas oblongo achatadas, que ao contrário das Jabuticabas são facilmente separáveis ​​da polpa. Tanto a polpa quanto a casca possuem um bem balanceado sabor agridoce, semelhante ao das jabuticabas, Grumixamas e Pitombas-da-Bahia, mas sem qualquer traço de adstringência ou gosto resinoso.

Share
Download Free Designs http://bigtheme.net/ Free Websites Templates